O silêncio é uma prece…. e rezar de vez em quando é bom

Por experiência noto que, quem fala demais, fala o que não precisa, e o que não deve. E ainda por cima cede ao outro o direito de resposta.

Mas quando se é tagarela por natureza, o que fazer?

Como minimizar os problemas de comunicação gerados pela incompetência inata ao expressar seus temores, anseios, desejos? Como trabalhar a alma para ouvir o seu eu, em meio a tanto barulho?

A resposta para tudo, só meu pai tinha… eu só tenho a minha vivência pra compartilhar.

Eu tenho tentado evitar:

  • conversar sobre qualquer assunto que não seja banal, quando estou bebendo;
  • DR, quando estou irada;
  • aglomerações de amigos/parentes/afins, se estou de mau humor;
  • me colocar voluntariamente em situações que certamente vão me tirar do sério – há dias que eu falho e muito nisso;

Muitas vezes é necessário silenciar a própria voz para se fazer ouvir as próprias idéias. Quando os ânimos se esquentam, calar traz de volta a lucidez perdida. Quando a revolta bate, o silêncio traz a calma pro coração.

Meu pai me dizia: quem fala o que quer tem que estar preparado pra escutar o que não gosta!

É… o velho se achava o sabe-tudo, mas confesso que ele sabia uma coisa ou outra muito bem…

keep u posted

Anúncios